terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Pedalando em Paranapiacaba - Trilha de 25Km

Pra variar um pouco e sair do asfalto, decidi pedalar em Paranapiacaba. Já conheço o lugar há bastante tempo por conta das várias trilhas à pé que já fiz por lá, mas esta foi a minha primeira experiência pedalando.

O Distrito de Paranapiacaba é dividido em duas partes, a alta e a baixa, e as duas áreas são conectadas por uma passarela somente para pedestres.
Como meu passeio iniciaria pela parte baixa do distrito, também foi lá que estacionei meu carro.
Para chegar usando um GPS, basta selecionar qualquer número da Rua Direita, lembrando que Paranapiacaba é um distrito da cidade de Santo André.
O Bar da Zilda e o Centro de Informações Turísticas estão localizados bem no início desta rua e costumam ser um ponto de encontro conveniente para o pessoal que sai para as trilhas a pé ou de bicicleta.

Para minha primeira experiência pedalando na região, escolhi uma trilha de 25 Km, que de acordo com minhas pesquisas pela internet, seria relativamente fácil.

Baixei a trilha no meu GPS e segui o trajeto.



O roteiro está detalhado no mapa abaixo, realizei o mesmo no sentido anti-horário (você pode clicar no link abaixo do mapa para obter o arquivo e abri-lo no Google Earth).



Visualizar Paranapiacaba 25Km em um mapa maior


O início do passeio é a parte mais difícil. Logo no começo do trajeto há uma subida longa e íngrime de aproximadamente 2 Km.

Após esse trecho, uma descida forte. Neste ponto, os mais ousados podem acelerar pra curtir a emoção da descida, mas eu recomento cautela. Devido a grande inclinação, as chuvas removem a terra expondo várias pedras grandes e lisas. Acertar com a roda da frente na pedra errada pode provocar um grave acidente.

Nas descidas, principalmente próximo a curvas, é necessária uma atenção redobrada ao som das motocicletas que podem estar se aproximando no sentido contrário. Reduzir a velocidade e permanecer próximo à borda da estrada nestas situações é uma boa opção. Normalmente as motos fazem a curva pelo lado externo da pista, não há respeito pelas regras de trânsito, fique atento. Ao longo de todo passeio encontrei uns 5 grupos com 3 a 5 motos em cada.

Entre o Km 5 e 9, o trajeto é fácil e relativamente plano.




No Km 9, tive que passar por um trecho íngrime e bastante lamacento de aproximadamente 30 metros. As motos criaram sulcos na estrada e desmontei para empurrar ou carregar a bicicleta. Após vencer este obstáculo, percorri 1,5 Km de trilha em aclive suave. As inúmeras poças de lama e sulcos provocados pelas motos e pela erosão me obrigaram a seguir lentamente. Essa parte do caminho poderia ser evitada continuando na estrada principal, mas aumentaria o percurso em 5 Km. Vou testar esta opção na próxima vez.

Do Km 11 até o 18,5, o terreno é plano e o passeio é tranquilo.



A partir do Km 18,5 voltei ao trecho de estrada que percorri de carro para chegar na vila de Paranapiacaba. O cenário familiar sinalizava o fim do percurso. O último desafio fica no Km 22,5. Há uma ladeira muito ingrime, partindo de 785 até 840 metros de altitude em uma distância de 500 metros.

Nesse ponto do trajeto, saber que sucos gelados e frutas estavam esperando no carro, ajudaram a manter a moral alta! :D




Ao longo de todo o percurso encontrei outros ciclistas e motociclistas e nos momentos que parei para conversar com quem encontrei na estrada, todos foram bastante simpáticos.

Paranapiacaba é uma ótima opção, próxima a São Paulo, para quem quer pedalar com sua mountain bike.

Vale lembrar que é impensável realizar esse trajeto com pneus para asfalto ou com bike de pista. O terreno é bastante escorregadio, dificultando os aclives e descidas do trajeto. Sem aderência nos pneus, o risco de queda é muito grande.

A vila não tem bons locais para comer. Os botecos e restaurantes não tem um horário de funcionamento muito confiável ou só tem opções pouco saudáveis, como frituras e pacotes de salgadinhos.
Eu sempre levo no carro um isopor com muito gelo com meu kit pós pedalada, com água, suco, frutas, barras de cereal e chocolate!

Filmei as primeiras 2 horas e meia do passeio e editei um vídeo de 20 minutos que dá uma noção bem precisa do que você vai encontrar no trajeto.

Boas pedaladas.



Arquivos da trilha:
http://connect.garmin.com/activity/244515226

Se você criar uma conta no Garmin Connect (gratuitamente) e conectar com o seu usuário, terá acesso a opção de exportação do arquivo com o trajeto das trilhas acima, nos formatos tcx, gpx e kml.
Se você possuir um aparelho de navegação por GPS compatível com um desses formatos, poderá importar as informações para ele.

Álbum de fotos:
Clique aqui para visualizar o álbum de fotos no Picasa
No Picasa você pode fazer o download de todas as fotos.

Informações sobre Paranapiacaba:
http://www.paranapiacaba-spr.org.br/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Paranapiacaba