quinta-feira, 7 de março de 2013

Ilhabela - Pedalando pela orla da praia do Perequê até Jabaquara

Viajei para Ilhabela e pedalei na orla da praia na parte norte da ilha. Apesar das eternas obras na Rodovia SP 131, que é a Estrada/Avenida que corta a ilha de norte a sul margeando as praias do lado do continente, achei bem tranquilo pedalar neste trecho.

Em outra ocasião eu fiz esse mesmo roteiro de carro. Também parei em todas as praias para conhecer o local e curtir o visual. Mas fazer o passeio de bicicleta é diferente, primeiro por conta da velocidade, muito menor e que permite curtir muito as paisagens. Também porque a interação com o espaço que você percorre é muito mais completa, os cheiros e os sons também se tornam parte da experiência. Além disso, ao chegar no seu destino, você já fez alguma coisa mais interessante que ficar sentado apertando um pedal de acelerador. O trajeto, o deslocamento, passa a fazer parte da diversão.


O trajeto tem aproximadamente 18 Km sendo que os últimos 5 são em estrada de terra.



Saí da praia do Perequê, a mais próxima da balsa no lado norte da ilha e segui até o centro histórico utilizando a ciclovia.



Ela é bastante utilizada pela população local. A bicicleta faz parte do cotidiano e a população já está acostumada com a presença dela. São apenas os turistas que não estão habituados a conviver com a bicicleta, eles preferem caminhar pela ciclovia e não pela calçada e dirigem agressivamente ao lado dos ciclistas, onde não há ciclovia. Isso ficou muito evidente na minha experiência.


No caminho, duas praias chamaram muito minha atenção pela beleza e tranquilidade dos locais.



A praia dos Barreiros não tem nenhuma estrutura. Não vi nenhum quiosque e não havia ambulantes no local. O local é ideal para quem prefere fugir dos tumultos. A praia é extensa e é muito bonita, com coqueiros e uma paisagem incrível.




Outro local que achei fantástico foi a Praia do Viana. Ela é muito pequena e não tem nenhum comércio instalado, mas é linda e tem árvores com sombra. Local perfeito para ler um livro ao som das ondas.



Fiz o trajeto em uma quarta-feira, o movimento de carros era muito pequeno e havia muito espaço para pedalar. Nos finais de semana, há carros estacionados dos dois lados, o que restringe bastante a área para circulação e aumenta o risco de "finas" ou espremidas pelos carros.


Recomento alguns cuidados para os pedalantes praieiros de primeira viagem:

- Atenção redobrada para as portas dos carros estacionados e aos motoristas que saem das vagas sem sinalizar. A orla da praia é um ponto onde a todo momento há carros saindo e chegando.

- Muito cuidado com a crianças! Os pais carregando cadeiras e sacolas muitas vezes deixam as crianças soltas. Crianças tem o hábito de sair correndo em qualquer direção sem aviso!


- Nos pontos críticos, mais movimentados, ocupe a faixa, não se deixe espremer entre os carros estacionados, isso é muito perigoso.

- Muito cuidado com as descidas em curva. É típico que na divisão entre as praias, haja um morro sinuoso e íngreme. Muita atenção para descer o morro, ele sempre termina com uma curva fechada onde você vai encontrar areia! Areia, ladeira e velocidade não combinam!


Perto do Km 13, o asfalto acaba e há um trecho que aproximadamente 5 Km de estrada de terra no final do percurso.


Essa parte do percurso é bastante inclinada, com um desnível de 100 metros em pouco menos de 1 Km.


No inicio da ladeira eu comecei bem, estava motivado, pensando que o trecho era pequeno, logo depois viria uma bela descida para descansar e o meu destino estaria no final dela. Mas o calor me venceu!!!! Tomei em um gole só uma garrafa de Gatorade e empurrei a bike por uns 500 metros de subida.


Claro que ao chegar ao topo da colina ! Recebi minha recompensa! ;)




A praia do Jabaquara tem um quiosque em seu lado direito, onde eu fiquei e fui muito bem atendido e um restaurante do lado esquerdo, que estava fechado.


Para quem vai de carro há um estacionamento pago, com vagas limitadas. Não é possível parar muitos carros na estrada de terra que dá acesso a praia, já que os carros estacionados obstruem a passagem de veículos. Quem vai de bicicleta, tem acesso direto a praia, podendo estacionar ao lado da mesa do quiosque, sem custo adicional. :)


A praia do Jabaquara tem uns 250 metros de comprimento, não tem ondas, como todas as praias voltadas para o lado do continente, e o repelente é essencial. É um passeio obrigatório. Esta é a última praia do lado norte da ilha, que possui um acesso relativamente fácil e é muito bonita! 




Álbum de fotos:

Arquivos com a rota da trilha:
Link com a rota (course) no garmin connect:
http://connect.garmin.com/course/2856766

Link com o percurso realizado:
Ida: http://connect.garmin.com/activity/281238529
Volta: http://connect.garmin.com/activity/281238569

Se você criar uma conta no Garmin Connect (gratuitamente) e conectar com o seu usuário, terá acesso a opção de exportação do arquivo com o trajeto das trilhas acima, nos formatos tcx, gpx e kml.
Se você possuir um aparelho de navegação por GPS compatível com um desses formatos, poderá importar as informações para ele.